CULTURA ANALÍTICA

Pare de fazer coisas repetitivas, deixe que as máquinas façam isso por você

Scroll down to content

Nosso cérebro não foi desenvolvido para ser usado apenas como um processador rápido. Usá-lo dessa forma é um grande desperdício.

Sempre que vejo pessoas executando tarefas rotineiras repetitivas imagino: “como essa pessoa consegue fazer isso todos os dias?!”.

Isso talvez porque minha formação em programação sempre me conduza a tentar produzir algo que execute parte daquela tarefa. É, pode ser um pensamento meio “preguiçoso”, ou seja, a lei do menor esforço, mas na verdade é um pensamento um pouco diferente disso, é algo do tipo: “será que essa pessoa não seria mais feliz se concentrando no que ela mais gosta de fazer??”

Sistemas, processos, softwares, fórmulas, algoritmos e até inteligência artificial já estão ao alcance de todos. Existem softwares de todos os tipos, em todas as línguas, que tentam reduzir o esforço na realização de atividades rotineiras.

Se pensarmos especificamente na área de marketing/comunicação a quantidade de re-trabalho é algo absurdo. Isso em todas as etapas. Vou isolar uma atividade específica para dar um exemplo, a Criação de um Post no Facebook para uma Marca:

A primeira impressão é que trata-se de algo simples, algo do tipo:

1. Criar o Post;

2. Publicar.

Quando falamos de um processo profissional, de uma Marca que se importe com sua presença on-line o processo é um “pouquinho” mais complexo:

1. Verificar o calendário de publicações

2. Identificar o tema do conteúdo do próximo post

3. Buscar referências para construção do conteúdo

4. Criar texto referência

5. Mandar para o cliente com justificativa

6. Receber retorno do cliente

7. Fazer alterações

8. Programar publicação

9. Conferir publicação e impacto logo que for publicada

10. Gerar análise sobre performance

*Simplifiquei um pouco aqui nesses 10 itens, pois nesse processo normalmente existem muitas pessoas envolvidas (da agência: atendimento responsável pela conta, planejamento que atende a marca, gerente de conteúdo, redator, diretor de arte,… da marca: responsável pelo marketing da marca e relação com a agência, gerente da marca,…), e naturalmente alguns dos processos podem transformar os 10 passos em 50 tarefas (calendário não estar atualizado, descobrir o tema de relevância “no braço”, cliente aprovar o post – este processo pode chegar a ter 50 emails trocados, com 12 pessoas copiadas e levar mais de 10 dias, essa situação não é incomum para grandes marcas,…).

Pela quantidade de pessoas envolvidas, número de atividades existentes, a chance de ocorrer um erro é muito grande, imagina então se não for um processo estruturado. Os sistemas servem exatamente para isso, fazem do processo uma rotina automatizada deixando que cada indivíduo envolvido concentre-se em sua atividade chave.

Tem uma frase do Jeff Hawkins que está nesse vídeo sobre neurociência que diz o seguinte: “Vamos olhar o cérebro de uma nova maneira, para vê-lo não como um processador rápido, mas como um sistema de memória que armazena e recupera experiências para nos ajudar a predizer, inteligentemente, o que acontecerá em breve.”, ou seja, usar sistemas que automatizem tarefas rotineiras faz com que o uso do nosso cérebro seja otimizado para coisas que realmente importam, e não apenas como um processador rápido.

As áreas de marketing e comunicação estão aprendendo a usar esses recursos para auxiliar seu dia-a-dia: sistemas que gerenciam a criação de conteúdo, monitoram as conversas, avisam sobre possíveis pontos de alerta, controlam o fluxo de emails e pessoas envolvidas em cada etapa, categorizam o público para otimizar o início de um futura conversa, esses são apenas alguns exemplos.

Vamos deixar as máquinas se concentrarem nas atividades repetitivas, elas  serão mais rápidas e vão errar menos; e com isto vamos liberar mais tempo dos recursos humanos para que se concentrem em estratégia e criatividade, coisas que essas máquinas não executam tão bem quanto nós humanos ;)

by @Cappra

*texto originamente ali no blog da 55social 😉

Colabore! Deixe seu comentário aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: