TOA.berlin: o principal festival de inovação da Europa

Em Berlim (uma cidade com muita vida), em um espaço físico lindo, com tudo conectado (áreas/conteúdos), com pessoas reunidas para debater inovação. Parece uma propaganda, mas é exatamente isso que o toa.berlin entrega (e acho que realmente entregam!!!), um ambiente propício ao debate e prototipagem de inovação. O site do evento é realmente www.toa.berlin 😃

Impacto da inovação na vida das pessoas:

Uma coisa que achei bem bacana foi criarem um espaço pra debater outros pontos de vista sobre a transformação que a tecnologia está gerando na sociedade, ou seja, não apenas só quem está criando a tecnologia, mas uma visão uma humana/social sobre tudo isso. Inclusive o espaço criado para isso era conveniente: uma tenda na rua 😃

Inteligência artificial & humana

A palestra que mais me chamou a atenção nesse espaço foi do SwitchOn , ele contou sobre a criação de inteligência artificial em ambientes controlados versus a forma humana de criação de inteligência (caótica), destacando vantagens e desvantagens dos dois modelos. Vale a pena visitar o site e ler o livro, tudo no site http://www.switchonnow.com

Realidade Sensorial

Obviamente tinha bastante conteúdo sobre VR, uma das coisas mais legais que vi foram as aplicações práticas da http://www.sensiks.com para o mercado. Eles já usam em situações de saúde & psicoterapia, travel experience, e naturalmente em outros tipos de aplicações de negócio. Nada inédito, mas muita coisa prática (que ainda vemos pouco por aí).

Privacidade & Segurança

Quando falamos em privacidade e segurança de usuários/internet costumamos cair em um debate sem fim, mas o CTO do Viber.com levou de uma forma bem interessante isso para o palco, colocando os dois lados da moeda.

Um visão psicodélica sobre negócios

É isso mesmo, não é um nome chamativo para uma palestra. Uma das palestras que rolou por lá foi sobre o uso de “substâncias alucinógenas” para potencializar líderes. Uma startup possui um verdadeiro manual de treinamento baseado nisso, que leva para alternativas como: cogumelos, maconha, lsd,…, com programas de desenvolvimento baseado em cada uma dessas substâncias. No mínimo, curioso, olha o site dos caras aqui https://thethirdwave.co/about/

Sobre Dados & Ciência

Obviamente, muita coisa relaciona com esses tópicos! Vou escrever aqui algumas coisas que me chamaram a atenção:

Mensuração de Emoção

Já foram criados vários frameworks específicos para analisar emoções de diferentes tipos de fontes de dados, usamos vários deles nos nossos laboratórios de big data, mas me chamou a atenção a visão de iMotions de tentar unificar tudo isso em um único mapa. Ainda não é algo sólido, mas a iniciativa já é bacana. Eles se propõe a unificar desde conversas sociais, passando por reconhecimento facial, até sensores de sinais cerebrais. Não tive a oportunidade de conhecer muito da plataforma, mas o debate que rolou com a platéia foi muito rico, vale a pena ficar de olho neles  😃

Machine Learning

Eu já tinha ouvido falar do case do trailler do filme Morgan que foi criado por Inteligência Artificial (mais detalhes aqui: Morgan ), mas conhecer detalhes do processo de construção, como a máquina aprende e processa tudo  isso foi muito legal. Quem falou foi um cientista da IBM, o parceiro que viabilizou esse projeto junto com a produtora do filme, e ele foi bem no detalhe mesmo. Mostrou uma máquina aprendendo baseado em 18 filmes simultaneamente, ou seja, com uma capacidade de processamento impossível para um ser humano realizar a mesma tarefa com essa precisão.

Cyborgs

Rolaram uns quantos painéis sobre IOT inseridos nas pessoas, que conceitualmente transformam-se em Cyborgs. Nada inédito, mas muitas coisas bacanas que já estão acontecendo por aí, por exemplo:
1) Ada App (ada.com): o robô para diagnósticos de saúde (pergunta->resposta->diagnóstico)
2) Cyborg Fundation (http://cyborgfoundation.com): já estiveram no Brasil mostrando coisas legais, mas estão sempre inventando formas de conectar elementos IOT em seus corpos

Startups e a Cappra Data Science

Fui para esse evento à convite da organização para ajudar na seleção/mentoria de startups  de big data/data science/artifical intelligence. Dentro desse evento todo, existe  uma forma de conectar e aproximar esse ecossistema de startups, e elas vão em busca de um espaço/vitrine para mostrar o que estão construindo. Não posso entrar em detalhes por questões do processo de avaliação, mas vi coisas muito legais nascendo por ali. Muitos deles esperam já estar expondo na edição do TOA 2018, com seus mercados devidamente conquistados, vamos acompanhando 😃

Opinião sobre o evento

Vale a pena ir! Achei a estrutura muito legal (não é um evento gigante, tem o tamanho certo no meu ponto de vista), a entrega de conteúdo muito boa (me surpreendeu!), e as redes e conexões bem ativas. Saí de lá animado com esse cenário de desenvolvimento da Europa, se tem uma visão que tudo está acontecendo somente nos EUA (especialmente Vale do Silício), mas vale muito à pena circular e ver como outros mercados estão fazendo coisas tão legais ❤️ Se você conseguir encaixar isso com uma tour na Europa, melhor ainda 😃vai que vale à pena!
Ricardo Cappra, Chief Scientist, Cappra Data Science.

Colabore! Deixe seu comentário aqui.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s