cultura analítica destaque

2021, a aceleração da evolução analítica

Após um ano onde a “transformação digital” foi a palavra mais associada aos negócios, é natural que a evolução seja relacionada com um uso mais eficientes desse ativo armazenado por empresas ao redor do mundo todo, estou obviamente me referindo aos dados.

As empresas que encontraram na internet um meio de sobrevivência já perceberam que a maior transformação não ocorreu na forma de fazer negócios. Os registros de transações digitais são um meio para adquirir conhecimento sobre suas próprias operações, aprender mais sobre os consumidores, monitorar em tempo real a performance, e reagir de forma ágil as mudanças do mercado. O insumo para tudo isso?! Montanhas de dados armazenados.

Mas esse conhecimento costuma se apresentar em forma de dados brutos, que precisam ser lapidados e transformados em informação de qualidade, e aqueles que estão fazendo esse trabalho de forma mais eficiente são os que atingem melhores resultados. Vivemos uma era onde tecnologia da informação é premissa básica de sobrevivência de qualquer negócio.

Chegamos em 2021 com um crescimento em todas as áreas relacionadas com tecnologia da informação, desde e-commerce, passando por programação, analytics, algoritmos, machine learning, até a famosa – mas ainda pouco realizada – inteligência artificial. As empresas de todos os lugares do mundo estão contratando profissionais e serviços para suprir uma expertise que não dominavam até agora, gerando assim uma aceleração no mercado de analytics. Isso gerou um movimento data-driven no mercado todo, as pessoas que não trabalham diretamente com a área de tecnologia da informação, como por exemplo marketing, recursos humanos, logística, também estão buscando o conhecimento sobre esse mundo dos dados, afinal, essa tornou-se uma habilidade fundamental em todas as partes dos negócios.

Por esse motivo, as tendências de analytics não podem mais ser direcionadas exclusivamente para a área de tecnologia, e sim para todos os profissionais, de qualquer tipo de negócio. Privacidade, computação, golpes on-line, algoritmos, dados de saúde e até aprendizado de máquina, tornaram-se parte do vocabulário do nosso dia-a-dia. No Data Trends do Cappra Institute, trouxemos os 7 principais temas que vão impactar fortemente o mundo dos negócios e a vida das pessoas em 2021:

  1. Aumento computacional
  2. Popularização da privacidade
  3. Exponencialização de golpes
  4. Aceleração analítica
  5. Avanço de machine learning
  6. Algoritmos errantes
  7. Saúde data-driven

Mapeamos o movimento de cada uma dessas tendências, captando os sinais, identificando as ameaças e oportunidades em cada um dos temas, criando assim um mapa para ajudar a orientar o movimento de profissionais e negócios.

Esse é o Data Trends 2021, uma publicação oficial do Cappra Institute que orienta aqueles que estão se preparando para esse momento pós-transformação digital, onde é necessário ser ágil, administrar melhor o conhecimento e obviamente utilizar evidências para as decisões estratégicas. Você encontra o report completo nesse link cappra.institute/datatrends.

Você também poderá assistir a apresentação dessas análises no próximo dia 25.1.21, na primeira edição do Big Data Revolution do ano. Ela será realizada por especialistas do Cappra Lab, que investigaram cada um desses temas, registraram os insights e fizeram recomendações estratégicas para lidar com cada um dos temas. Para se inscrever no evento on-line, ao vivo e gratuito é só acessar cappra.in/live

Ricardo Cappra é pesquisador de cultura analítica e cientista chefe do Cappra Institute, onde lidera um time global que pesquisa o impacto dos dados na sociedade e nos negócios, para criar metodologias que aceleram o desenvolvimento analítico de organizações e pessoas. Esses métodos são usados por Governo dos EUA, Gol Linhas Aéreas, Banco Santander, UOL, Whirlpool, Banco Mundial, Rede Globo, Banco Itaú, Unilever, Ambev,... ricardocappra.com